Blog do Instituto

Uma das Origens da Questão Social

Uma das Origens da Questão Social

Enquanto assistimos atônitos ao caos que se espalha pelo mundo ainda nos permitimos (todos) opiniões baseadas na convicção de que "se fizessem o que penso tudo estaria resolvido". E na política dos nossos "representantes" abundam aos berros as promessas de soluções simples para problemas que - sabemos ou deveríamos saber - são mais do que complexos. Os populismos de esquerda e de direita já nem se distinguem. Ganhamos consciência da espuma superficial, mas perdemos a percepção e o entendimento das suas origens abaixo daquilo que se vê e se fotografa.

Leia mais...

Em cima do muro?

em cima do muro

Ao ler análises políticas – tanto à direita quanto à esquerda – sinto-me frequentemente como alguém que ao observar o esqueleto humano se satisfaz com a descrição do cranio, da caixa torácica e dos membros sem nem perceber a grandiosa imagem que resulta da visão de conjunto.

Diante da guerra em pleno andamento por todas (todas!) as partes, penso que não haverá saída enquanto não conseguirmos abrigar – em nosso interior – a convivência dos opostos para tornarmo-nos capazes de abarcar e proteger o que é vivo.

Leia mais...

Desafios da Tecnologia e cuidados com o uso do Celular e WIFI

cuidados com o uso do Celular e WIFI

Aproveitando as discussões, super atuais, sobre o avanço das diversas tecnologias e seus possíveis efeitos em nosso dia-a-dia, nos deparamos com um assunto em particular que tem sido extensamente explorado pela comunidade científica internacional.

“O uso de celular pode aumentar a incidência de câncer nas pessoas?”

Objeto de muitos estudos, desde o início dos anos 2000, acreditamos que chegou a hora de realmente dedicarmos a atenção que o assunto exige.

Sabemos, há décadas, que radiação causa câncer. Sabemos que as tecnologias utilizadas nos sistemas de telefonia celular, no Brasil e no mundo, emitem algum tipo de radiação, em menor ou maior intensidade, dependendo da frequência utilizada, não somente pelos próprios aparelhos celulares, desde os mais simples até os smartphones mais sofisticados, de última geração, mas também pelos nossos roteadores WIFI domésticos.

Leia mais...

Uso Indiscriminado de Agrotóxicos

PARTE 1
Uma boa dose de veneno. Todos os dias. Por anos a fio!

Uso Indiscriminado de Agrotóxicos

As discussões sobre o assunto parecem não ter fim. O tema vem à tona, diariamente, através de notícias nos principais veículos de comunicação, nas redes sociais, nas conversas com os amigos, nos eventos sobre agricultura. A pergunta que não quer calar: E agora? Vamos todos morrer envenenados? Todos, provavelmente não, mas muitos, definitivamente já morreram, outros estão morrendo e quantos mais, não sabemos ainda, morrerão… aos poucos. Um câncer aqui, uma intoxicação ali, efeitos colaterais acolá, enfim. De acordo com a Geógrafa Larissa Mies Bombardi, em entrevista concedida ao portal da USP, foram 1186, os casos fatais diretamente ligados ao uso de agrotóxicos, entre 2007 e 2014 no Brasil. Estamos falando de uma morte a cada dois dias. Esses dados, ela afirmou, são do Ministério da Agricultura mas esse número, embora alarmante, assustador, não reflete a realidade nacional. Estima-se que para cada caso de intoxicação por agrotóxico, pesticida ou inseticida oficialmente informado, existem cerca de 50 que não o são! Cin-quen-ta.

Leia mais...

Salutogénese: As fontes da saúde física, anímica e espiritual

salutogene

Promover a saúde ou evitar a doença?

Michaela Glöckler - Tradução Fritz Wessling

Um ramo novo da ciência, chamado salutogénese, estuda as origens da saúde física, anímica e espiritual. A palavra latina salutogénese é composta pela palavra latina salus, salutis: saúde; e a palavra grega génese significa origem. A salutogénese pesquisa, pois, as origens da saúde, fundando assim também um novo paradigma, um novo ramo da pesquisa.

O paradigma na medicina em vigor aproximadamente nos últimos trezentos anos era a patogénese, composta pelas duas palavras gregas pathein: sofrer, e génese: origem, significando a origem do sofrimento, ou seja, da doença. A patogénese pesquisa, pois, a origem da doença. Neste contexto desenvolveu-se também o conceito da prevenção: prevenir doenças, no sentido da patogénese, significa evitar ou eliminar factores patogénicos. O que está em primeiro plano é como a doença aparece e como pode ser evitada, eliminando-se os factores patogénicos.

No espaço anglófono, o conceito de salutogénese tem vindo a ser desenvolvido desde os anos 60 do século XX. Na Alemanha, encontrou receptividade nos discursos académicos e da política da saúde apenas nos anos 90, seguramente, pelo menos em parte, porque até lá, o velho conceito da patogénese ainda tinha sustentabilidade financeira. A explosão dos custos na saúde, e as consequentes dificuldades financeiras, criaram, no entanto, a nível internacional, uma abertura para o conceito de salutogénese. A pergunta-chave é agora: de onde nos advém a saúde?, deixando de ser: de onde vem a doença, e como pode ser evitada?

Leia mais...



Assine o nosso informativo:

DMC Firewall is a Joomla Security extension!